Contos Aleatórios

25.9.17

*conto 01*
Todos os relógios piscavam, marcando 23h, do dia 23. Eu pisquei os olhos, sem compreender exatamente aquilo. Me disse que era pra encontrá-lo às 16h, na estação de sempre, último vagão, como eu sempre costumava pegar. Exatamente neste horário, me levantei, havia chegado cedo e estava lhe esperando. Eu já sabia que você era sempre pontual, então, não foi surpresa quando vi o metrô chegar e, logo após, você estar ali parado do outro lado da plataforma. O metrô se foi, e eu vi quando você piscou o olho, lá do outro lado, sincronicamente. Pareceu cena de filme, mas eu já tinha o costume de ver tudo assim na minha vida. Havia um vão enorme entre nós, eu não estava entendendo o que é que o Destino queria me dizer com aquilo. Talvez, que fôssemos opostos, ou eu deveria estar viajando demais?! Chegou outro metrô, e entramos. 

A gente se conhecia há pouco tempo, e você já tinha dito uma frase que ficou marcada na minha mente: "você deveria ter estado aqui ontem, fui em um restaurante com minha irmã e o namorado dela. Eu estava sozinho." Não fez sentido algum, mas fiquei pensando sobre aquilo. Eu olho pra você e consigo vê-lo no futuro. É bom quando escuta as coisas que eu falo, e as dicas que eu dou... tenho visto você melhorando a cada dia. Mas ainda olho no espelho, e não consigo entender quem eu sou. Dizem que as coincidências são coisas que acontecem simultaneamente e assim apenas o são, mas quando se trata de algo mais, é porque, de fato, tem muitas coisas mais correlacionadas... eu não consigo sentir o que é.


*conto 02*
Dizem que o coração tem um GPS bem melhor que a nossa mente. Eu estava sentada no Parque como sempre, perto da Oca, desenhando. Tem umas árvores nesse lugar que sempre me faz sentir saudade quando passo muito tempo sem visitá-las. Eu estava em paz, me sentindo tranquila, e ouvindo uma das minhas músicas que, apesar de ser uma favorita, não era a que costumava ouvir sempre, ou a que me lembrava você. De longe, vi um cachorrinho correndo... estava vindo em minha direção. Parecia tão improvável, ele chegou de fininho, e começou a brincar comigo. Ouvi alguém gritando. Virei para ver quem era, e fiquei surpresa com as linhas do Destino. Te vi vindo em minha direção com aquele sorriso mais bonito que já vi na vida, e que me fez apaixonar quando o vi pela primeira vez, mesmo que em uma telinha iluminada de celular... Você existia, eu o vi. E você também ficou meio atordoado olhando pra mim, sentia raiva. Não entendi essa raiva, embora no fundo, todos sabemos.

Aquele dia você estava angustiado, nem sua rotina corrida de sempre conseguiu preencher sua mente. Aí decidiu fazer algo impensável... que culminou nisto tudo. Talvez, tenha algo de tão parecido entre nós, que nos dá certa revolta em querer aceitar. Mas é possível lutar contra isto, de qualquer forma?!
• •
Imagem do filme Orgulho e Preconceito. | Tenho assistido muito ultimamente! <3

Ando escrevendo bastante ultimamente, tenho sentido falta disso.
Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

You Might Also Like

0 comentários

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

HAIRTRANSFORMATIONS

INSTAGRAM

LOOKS