Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley

21.2.17

Esses tempos compartilhei uma foto no Instagram com alguns livros que pretendo ler durante esse ano. Hoje então venho atualizar o bloguitcho com alguns comentários sobre o último que nada mais é que uma releitura de Admirável Mundo Novo! O li pela primeira vez quando estava no Colégio, há sete anos atrás... como o tempo passa rápido. Lembro que havia gostado bastante da leitura e discussão dele em aula, e na época, nem sabia que se tratava do gênero que viria a se tornar o meu favorito: a ficção científica. Resolvi reler pra refrescar a memória e escrever sobre ele aqui.
Sobre a História: Dois bilhões de seres humanos vivendo num planeta Terra dividido por regiões administrativas. Manipulação genética avançada. Controle social levado às últimas consequências. Intoxicação coletiva. O amor é proibido e o sexo, estimulado. Este é o cenário de Admirável Mundo Novo, uma das principais obras antiutópicas de todos os tempos. O livro é, acima de tudo, um romance de ideias e ao descrever as formas terríveis que o totalitarismo pode tomar, Huxley resiste impávido às interpretações contemporâneas, tendo construído um dos grandes clássicos da literatura mundial. (Extraído da contra-capa do livro).

Comentários: Terminei de reler Admirável Mundo Novo ontem e estou impressionada. É de se compreender porque tornou-se um livro atemporal, pois, Huxley faz em sua história, uma crítica absurdamente assustadora (ao meu ver) da sociedade, tocando em temas delicados como condicionamento psicológico através da repetição, assimilação e identificação dos indivíduos. Nos faz refletir muito a cerca de nossas próprias vidas e atuações no mundo, se somos influenciados pelo meio em que vivemos, e até quanto disso faz parte de quem somos, questionando o livre-arbítrio. Confesso que alguns livros de ficção são como terror pra mim, pois fico imaginando a real possibilidade daquilo... Com Admirável Mundo Novo não foi diferente. Foram diversos pontos que chamaram a minha atenção, desde condição do Selvagem naquela sociedade totalmente controlada, até o desfecho do personagem. A situação de Lenina também me incomodou, principalmente ao vê-la através dos olhos de Bernard. Apesar de ser um livro escrito há tanto tempo (1932) e imaginar um futuro sombrio distante, vejo que muitas coisas descritas já podem ser notadas na atualidade, como, de certa forma, a banalização do sexo e a "ditadura da felicidade", que percebemos até mesmo no ambiente online. É um livro deveras polêmico, e fiquei bastante interessada sobretudo em seu final, com aquela conversa entre dois personagens importantes sobre a Bíblia e livros influentes. Gostei muito sobretudo porque gosto de Shakespeare, e livro faz várias referências! A história me lembrou, em alguns pontos, o filme Equilibrium, um favorito. Bom, recomendo muito sua leitura. :)

Nota: Publicação não patrocinada.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Esse livro, como diz minha amiga, me tirou da matrix.
    Eu fiquei tão embasbacada com o livro que não tinha nem palavras pra fazer uma resenha decente a não ser só falar "wow, leia esse livro".
    É bem isso o que você colocou, eu fico com o cu na mão de tão perto que chega a realidade chega nesses livros. E cara, eles foram escritos à muito tempo atras e estão atualizadissimos (mais uma prova de que tudo é um ciclo sem fim).
    Agora tô lendo 1984 e WOW, é um complemento medonho de Admirável mundo novo.

    Bjs Jaque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, tô com esse livro aqui e estou enrolando! As leituras mudam as nossas vidas, estou até aflita em lê-lo, hauha! E disse tudo, tive certa dificuldade em escrever sobre esse livro... obrigada pela visita. <3

      Excluir

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

Cabelos Coloridos

Instagram Pessoal

Outfits no Instagram!