Assistidos recentemente. #02

18.6.15

Hoje, continuando meu desafio de assistir 365 filmes em um ano, irei comentar os últimos sete filmes assistidos durante esta semana. Para ver quais foram os sete primeiros, clique aqui. Bom, foi uma semana bastante cheia e inesperada, na qual pensei que não fosse conseguir ver os sete filmes programados, mas, felizmente, deu tudo certo e consegui ver todos os filmes que queria. Eu estava pensando em tematizar cada semana para um gênero de filme, será que consigo? Bom, vou pensar e amadurecer a ideia. Sem mais enrolações, eis os sete filmes da semana, tem sci-fi, claro, terror e um documentário também! Inclusive, teve visita ao cinema! ♥
08. Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros (2015) • O Jurassic Park, localizado na ilha Nublar, enfim está aberto ao público. Com isso, as pessoas podem conferir shows acrobáticos com dinossauros e até mesmo fazer passeios bem perto deles, já que agora estão domesticados. Entretanto, a equipe chefiada pela doutora Claire (Bryce Dallas Howard) passa a fazer experiências genéticas com estes seres, de forma a criar novas espécies. No entanto, uma delas logo adquire inteligência bem mais alta e se torna uma grande ameaça para a existência humana. (Filmow) Assisti no cinema e inclusive, ganhei dois livros do primeiro filme recentemente da Editora Aleph! ♥ Vou sortear um por aqui qualquer hora! *-*

♥♥♥♥
Simplesmente adorei! Vi bastante críticas negativas sobre o filme, porém, não me importo. O filme é bom sim, tem efeitos especiais sensacionais e uma história convincente - exceto pelo fato da atriz principal ficar correndo pra lá e pra cá na floresta, na lama, saltando em cima de carros e afins e por fim fugindo de um dinossauro dez vezes maior do que ela de salto. No mais, lembro de que quando era criança, assistia Jurassic Park todas as vezes em que passava na televisão! Sempre sentia aquela tensão quando os dinossauros assassinos chegavam bem pertinho de suas vítimas, mas não as encontravam por pouco. Senti o mesmo dessa vez, foi como se eu voltasse a infância. Realmente, adorei o filme! Sem contar que lidou com pontos que estamos acostumados à ver na vida real como a necessidade de sempre inovar e estar impressionando as pessoas, que já se acostumaram com os dinossauros e queriam cada vez mais criaturas novas e mais assustadoras. Ora, não é isto o que acontece, inclusive, na indústria cinematográfica, por exemplo? Muito bom!
09. A Entidade (2012) • Ellison (Ethan Hawke) é um jornalista famoso e temido por apontar denúncias de irregularidades, sempre em busca de sua próxima grande história. Quando ele descobre uma caixa com velhas fitas de vídeo em seu sótão, ele encontra filmagens assustadoras que poderiam ser a base de seu maior livro – mas somente se ele puder juntar a sequência de assassinatos que esses filmes apresentam. (Filmow)

♥♥♥♥
Essa semana eu estava com muita vontade de assistir vários filmes de terror. E sinceramente, me surpreendi quando encontrei esse título no Netflix, e por pensar que já o havia visto antes, nunca tinha parado para prestar atenção. E caramba, se mostrou um ótimo filme, com um final inesperado, no mínimo. Só gostaria que tivessem explorado mais a história da entidade relatada no filme, o que de fato não acontece. Abre um leque para várias interpretações, inclusive. Será que as crianças eram pequenas psicopatas, e a entidade era apenas uma metáfora para isto? Será que estavam todos loucos, ou eles estavam realmente assombrados por este "monstro"? Gostei bastante, embora suspeitasse do policial. Personagens convincentes, e um terror bem "soft", que não mostra nada forçado, aos poucos a trama vai se desenvolvendo e aparecendo os elementos sobrenaturais. Dá uns sustos do caralh*. Vale a pena assistir.
10. O Enigma de Outro Mundo (1982) • O mestre do terror John Carpenter usa de efeitos especiais e muito suspense nesta versão arrepiante do clássico O Monstro do Ático. No verão de 1982, um time de doze pesquisadores trabalha numa remota estação na Antártica e descobre um ser alienígena submerso na neve há mais de 100.000 anos. Descongelada, a criatura mutante possui a habilidade de duplicar e se transformar em seu hospedeiro, matando-o em seguida e espalhando o terror. O problema é descobrir quem é ser humano e quem é o possível alienígena. (Filmow)

♥♥
E agora, pela primeira vez neste blog, vocês me virão falando mal de um filme de ficção científica bem antigo, e provavelmente clássico. É sério, gente, as únicas coisas que gostei do filme foi a temática diferente para a época e a atuação do Kurt Russel - e isso tudo porque tenho um amor incondicional por este ator! O filme não prente atenção, os efeitos especiais são bem ruinzinhos até mesmo para a época e sei lá, ficou faltando alguma coisa, algum mistério envolvente talvez. Sem contar que os alienígenas eram bem ... peculiares. Não gostei mesmo, assisti pelo Russel. Vi que tem um remake, pretendo assistir e espero que seja bem melhor!
11. Amaldiçoado (2013) • Um jovem de 26 anos de idade descobre um dia, quando acorda, que sua namorada foi estuprada e assassinada. Ele é imediatamente apontado como principal suspeito, o que o obriga a partir em busca do verdadeiro responsável. Sua arma será o par de chifres que crescem em sua cabeça, e forçam as pessoas que lhe encontram a revelarem seus segredos. (Filmow)

♥♥♥♥
Este foi o filme que mais me surpreendeu de todos os que assisti. Vi o trailler com o meu namorado, e ele ficou dando risada, dizendo: "ah, quer assistir só porque tem o Harry Potter!" Hauauhauha! E de fato, isso influenciou também, porque eu queria ver como era o Radcliff em outras atuações, apesar de já ter visto A Mulher de Preto. E o filme superou nossas expectativas! Ele tem bastante drama e suspense, equilibrados com um pouco de humor também, tudo conspirando para um filme agradável e cômico, um ótimo passatempo. Exceto pelas cenas mitológicas engraçadas, que não sei exatamente se foi esta a intenção do diretor, o filme traz bastante elementos interessantes, com personagens convincentes e muitas surpresas.
12. A Mulher de Preto 2 - Anjo da Morte (2015) • 40 anos após a primeira assombração na casa de Eel Marsh , um grupo de crianças evacuadas de Londres devido à Segunda Guerra Mundial chega na casa, despertando o habitante mais sombrio do local. Retrata a mesma mansão do primeiro filme, com a mesma assombração, embora em épocas diferentes. (Filmow)

♥♥♥
Mediano... O que mais gosto neste filme tanto quanto no primeiro é o cenário, sem dúvidas. A atmosfera sombria e misteriosa, os brinquedos assombrados, tudo conspira para que o filme já lhe embarque naquele clima de terror. Tem bastante cenas interessantes, embora a história não tenha prendido muito a minha atenção. Lamentei bastante pelo fim de um dos personagens queridos, e confesso que torci bastante para o menininho Edward ficar com a professora. Ele era tão fofo, tadinho. Nos faz refletir também sobre alguns aspectos da guerra e da época em questão. Estariam todos ficando loucos?
13. Hot Girls Wanted (2015) • Este documentário põe sob os holofotes a próspera indústria do pornô “amador” e os efeitos da sedução e da exploração nas vidas das jovens atrizes. (Encontrei disponível no Netflix). (Filmow)

♥♥
Me dá dó em perceber que um monte de meninas bonitas, que poderiam estar construindo seus futuros de formas bem mais dignas, acreditam que o dinheiro tem mais valor que seus próprios corpos. Se submetem, então, à essa industria machista, na qual seus corpos não passam de objetos descartáveis. Eu, particularmente, não acredito que nenhuma mulher que se destine à praticas como aquele tal de abuso facial, possam voltar pra casa, contar seu dinheiro e deitar a cabeça em seus travesseiros, como se não houvesse acontecido nada. Sem contar que as próprias entrevistadas refletem sobre isto, se perguntando se elas queriam mesmo todo aquele dinheiro, se valeu mesmo a pena. No entanto, como li em um dos comentários lá do Filmow, vários outros questionamentos podem ser levantados, independente de quaisquer opinião pessoal, como por exemplo a influência da fama e do glamour da "sociedade em evidência" influenciando a vida das pessoas. Qual a fronteira entre a prostituição e o trabalho pornô? Isso sem contar nas deturpações do conceito de feminismo, do real direito da mulher sobre o corpo - que é visto apenas como objeto, a pedofilia na subjetividade, e o pornô como industria voltada predominantemente para o público masculino. De fato, achei que o documentário não explorou muito esses questionamentos, mas demomstrou tudo de forma bem imparcial, se bem que por vezes glamourizada. Mas percebemos pelas próprias falas das atrizes que as coisas não funcionam bem assim. Achei engraçado mesmo foi o namorado de uma delas dizendo que gostaria que ela parasse. A família sofre, todo mundo sofre com isto, mas no fim, muita gente abre o seu computador e procura por isto. Enquanto houver procura... sempre haverá oferta, como disseram no doc. Parece aquela coisa de "em casa não", mas lá fora pode. Aquelas mulheres são namoradas, mães e filhas. Há muito o que se refletir à respeito disso.
14. Geração Prozac (2015) • Elizabeth Wurtzel (Christina Ricci) é uma brilhante estudante, que tem planos de estudar Jornalismo na conceituada universidade de Harvard. Entretanto problemas familiares fazem com que Elizabeth entre em profunda depressão, o que coloca seus planos em risco. Aos poucos suas noites de trabalho, sempre regadas a drogas, e sua instabilidade emocional a afastam de Ruby (Michelle Williams), sua melhor amiga, e também de seu namorado. Decidida a procurar ajuda profissional, Elizabeth marca uma consulta com a Dra. Diana Sterling (Anne Heche), que lhe receita o antidepressivo Prozac. (Filmow)

♥♥
Esse filme segue muito a linha de Garota Interrompida. Porém, enquanto aquele tem uma história que prende a atenção, e os personagens são extremamente convincentes, não senti o mesmo neste. Geração Prozac mostra os dramas que um depressivo e sua família enfrentam, e tem bastante pontos positivos nesse sentido. As atuações são muito boas, incluindo Jessica Lange ♥ no elenco. Só não gostei muito da atuação da Ricci, que apesar de ser uma boa atriz, a personagem me deu nos nervos de tão insensível, por vezes. Mas é interessante e vale a pena ser assistido, principalmente se você conhece ou já lidou com depressão de alguma forma.

E o desafio continua... Acabei tendo bastante tempo para assistir porque fiquei com uma gripe terrível esses dias, então, não estava nem conseguindo ficar online para produzir mais conteúdo pro blog e responder devidamente os comentários. Só o que queria era ficar deitada, no escuro, quietinha para ver se melhorava.. Aos pouquinhos estou conseguindo dar conta de tudo!
Bom, já viram algum destes filmes? Gostaram? Não gostaram? Comentem!
Fonte das Imagens: Google

You Might Also Like

6 comentários

  1. Ahh, eu queria ver esse com o Harry Potter tbm, só pra ver como ele é em outros filmes também auiheauiehaui, mas não tive coragem ainda de ver esse filme. Tem espíritos no filme? não gosto de filmes com espíritos. >_< Mas fiquei interessada nesse documentário, hot Girls wanted...vi um filme com aquela Sasha Grey, sabe? Esse filme é um pouco diferente, mostra um pouco a vida dela como prostituta de luxo ("The Girlfriend Experience" o nome do filme). Depois de ver aquele filme, passei a admirá-la. É preciso muita força e coragem pra escolher e decidir fazer isso. Ela não era muito feliz, tanto que parece (agora não tenho certeza) que ela largou esse trabalho, e está se dedicando a escrita e faz até trabalhos com crianças (pelo menos, foi o que vi numa noticia). Mas outro dia eu li uma noticia sobre uma moça que tinha escolhido por conta própria trabalhar como prostituta, pra pagar seus estudos, mesmo não precisando. os pais dela tinham condições de pagar os estudos dela. E no final, ela diz que gosta do trabalho, por que conhece muita gente (coisa que ela gosta de fazer) e muitas vezes tinha que assumir papel nao só de amante, como de amiga, conselheira, acompanhante, por que muito dos seus clientes eram homens carentes. Por esse lado, é interessante, eu acho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste siim! Vale a pena. Ele não tem nem um pingo de terror, nem cenas assustadoras. As cenas em que ele aparece capetônico são cômicas, então, pode assistir numa boa. Bom, neste caso você já está falando sobre uma prostituta, né? Sei lá, eu acho isso tão estranho. Pra mim, a industria pornográfica faz com que o machismo se fortaleça. Super recomendo assistir esse documentário! É claro que existem os "pornôs softs", mas os que elas estão falando é de abuso mesmo, elas mesmo disseram que se sentiam estupradas... credo. /: A dignidade vale mais que o dinheiro! Obrigada pela visita, meu amô! <3

      Excluir
  2. Tirando os de terror, que eu realmente não sou muito fã, os outros parecem bons. Já foram todos pra minha listinha também.. rs
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falei pra você que a listinha só ia aumentar Monezita! <3

      Excluir

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

Cabelos Coloridos

Instagram Pessoal

Outfits no Instagram!