FMT: Trilogia Robocop + Remake

13.7.15

Estou com bastante projetos em andamento aqui no blog, e de fato, o mês está bastante cheio, com publicações quase todos os dias. Mas gosto assim, significa que estou conseguindo cumprir com todos e logo, logo, alguns já estarão finalizados. E claro, não esqueci da Futuristic Movie Timeline. Estou tendo bastante filmes para assistir, ainda mais com o Desafio 365, mas estou deixando os filmes da FMT de fora, porque a ideia, desde o início, era comentar um por um aqui no blog. Hoje me pergunto se foi uma boa ideia, mas os filmes são tão bons, que não poderia deixar de comentá-los! ♥ Até o momento, bem como na primeira vez, não teve um filme que não gostei! E hoje, irei comentar Robocop, que já cansei de assistir desde pequena! 
Robocop - O Policial do Futuro (1987) - Depois de ter sido mortalmente ferido em cerco a marginais, o policial (Peter Weller) é transformado num misto de máquina e homem a serviço da justiça. É quando tem que enfrentar uma gangue disposta a dominar a cidade, sob a custódia legal de um poderoso executivo. | Sem dúvidas, este foi um filme que marcou a minha infância e já o assisti tantas e tantas vezes que até perdi a conta. É claro que os efeitos especiais são bem datados, mas o filme é bem legal. Não hesita em carregar na violência, bastante perceptível principalmente quando o personagem principal é ferido pela gangue, e pelos tiros que rolam loucamente durante todo o filme. O filme também faz críticas ao consumismo e a relação entre o poder e a tecnologia, que recheiam a história do mesmo. É um dos meus favoritos, gosto bastante, sem dúvidas!
• Robocop 2 (1990) - O policial-robô desta vez precisa enfrentar uma perigosa gangue de traficantes de drogas e ainda um novo robô projetado para substituí-lo. | É, sem dúvidas, um filme bem mais fraco que o primeiro. Está bem visível que foi filmado com foco comercial, e a história não prende muito a atenção. Eu assisti porque adoro robôs, e obviamente, Robocop é um dos personagens que mais marcaram a cultura pop, não há como negar. Serve como retorno ao personagem, porém a história deixou muito à desejar...

• Robocop 3 (1993) - A corporação OCP transformou Detroit num campo de batalha, abrindo caminho para a construção de uma nova e lucrativa metrópole, Delta City. Mas Robocop surge das cinzas para estragar os planos do conglomerado. | Esse filme teve uma aceitação péssima de público, embora euzinha tenha gostado um pouco mais deste do que do segundo. A história é bem melhor elaborada e prende atenção, trazendo críticas aos governos e mais uma vez, colocando em voga a questão entre poder e tecnologia. 

Ao todo, não considero os filmes ruins. Eu gosto de assistir mesmo com tantas falhas porque são ícones dos anos 80/90 e são filmes que trazem uma certa nostalgia. O personagem, como disse, marcou muito e foi eternizado na ficção científica. 
• Robocop (Remake, 2014) - O ano é 2028 e o conglomerado multinacional OmniCorp está no centro da tecnologia robótica. No exterior, seus drones têm sido usados para fins militares há anos, mas na América, seu uso foi proibido para a aplicação da lei. Agora a OmniCorp quer trazer sua controversa tecnologia para casa, e buscam uma oportunidade de ouro para fazer isso. Quando Alex Murphy (Joel Kinnaman) – um marido e pai amoroso, e um bom policial que faz seu melhor para conter a onda de crime e corrupção em Detroit – é gravemente ferido no cumprimento do dever, a OmniCorp vê sua chance para criar um oficial de polícia parte homem, parte robô. A OmniCorp prevê a implantação de um Robocop em cada cidade para assim gerar ainda mais bilhões para seus acionistas, mas eles não contavam com um fator: ainda há um homem dentro da máquina. | Eis o tão comentado, amado e odiado remake de Robocop, dirigido por nosso diretor brasileiro José Padilha. Tive a oportunidade de assistir no cinema, e sem dúvidas, gostei bastante. De fato, vivemos a era dos remakes e filmes de super heróis, embora este remake em especial, tenha me conquistado. Eu gostei dos cenários, das atuações e da recontrução da história, que sem dúvidas, com efeitos especiais mais avançados, se tornou uma jóia. É claro que o primeiro filme tem o seu classicismo, imagine então a responsabilidade do diretor em recriá-lo? Para quem realmente não gosta de remakes, sugiro assistí-lo como um filme a parte, que traz em si, muita nostalgia. Destaque para o Robocop preto que mais parecia o Batman! Haha!
Algumas curiosidades:
• Robocop rendeu uma série de tv e duas animações, além dos video-games.
• Eddie Van Halen participou do primeiro filme, interpretando um cidadão comum sendo entrevistado.
• O conceito de policial transformado em ciborgue já havia sido abordado no anime japonês O Oitavo Homem, de 1963.
• A expressão recorrente nos filmes "I won't buy that for a dollar" vem de uma história sci-fi de 1951, "The Marching Morons" - Marcha dos Idiotas, escrita por Cyril M. Kornbluth. Nesta história, "Kornbluth imaginou um futuro onde o quociente de inteligência das pessoas caiu drasticamente. Neste mundo todas as diversões, o cinema, a literatura, as artes são feitas com base no mais baixo denominador comum. É tudo frenético, rápido, agitado porque a multidão de idiotas possui uma capacidade de atenção muito baixa." E por citar este texto, recomendo muito a leitura de sua fonte, que possui vários questionamentos interessantes que são levantados nos filmes, e também, em nossa vida real. Acesse aqui.

E é isso aí, em breve volto com a continuação da FMT! <3
Vocês já assistiram Robocop? Gostaram? Não gostaram? 
Fonte das Imagens: Google

You Might Also Like

16 comentários

  1. QUANDO LI ROBOCOP, MEU CÉREBRO DISSE: DEIXA PRA DORMIR DEPOIS E VAI LER O TEXTO.

    Jaque, eu não tenho palavras pra descrever o quanto AMO Robocop, o quanto Robocop fez minha infância e o quanto sou magoada até hoje com minha avó por não ter me deixado comprar um bonequinho (nem era action figure legal, era de feira mesmo) do Murphy.

    Mágoas a parte, confesso que meus filmes preferidos da vida são os dois primeiros - especialmente o primeiro que, pra mim, foi tão marcante quanto o primeiro Terminator. Sabe... o sangue, as mortes, a ação e a falta de escrúpulos dos personagens me conquistaram de uma forma assombrosa - foi o primeiro filme que me fez deixar de dormir pensando no tamanho da falta da empatia do ser humano.

    Uma cena que me marcou demais no primeiro filme é aquela durante a apresentação do primeiro protótipo de policial robótico, o ED-209 (que você sabe qual é, então não vou deixar spoilers rs). A descartabilidade do ser humano... ai, viajo nesse filme. Poxa, simplesmente decidiram que iriam provocar a morte de uma pessoa para usá-la numa experiência, tratando seu corpo como propriedade, tirando todo seu livre arbítrio. É terror demais pra minha cabeça!

    O terceiro, só de terem trocado o ator do Murphy já caiu no meu conceito. Fora que a atuação dele era péssima e ele tinha uma mania com a boca que me irritava. Mas fã é fã e eu gostei muito menos, mas gostei.

    O remake... Poxa, não superou minhas expectativas de fã. Eles amenizaram demais a falta de empatia dos personagens (que era o que mais me fazia refletir no filme) e a sanguinolência... Mas AMEI o Robocop novo, a "suit" nova, as melhorias. A história me deixou meio triste, porque o horror de usarem o Alex como simples propriedade foi bastante amenizado também. Mas gostei pra caralho. Pra um remake, não me desapontou taaaaaaanto assim ehuaheuhauhea

    Sério, percebi o quanto sou uma pessoa chata por esse comentário.
    Descuuuuullllllppppaaaaaa pelo textão, mas esse filme representa boa parte da minha vida como cinéfila então era impossível não fazê-lo.

    Enfim, obrigada por me fazer querer assistir tudo de novo e de novo e de novo e de novo. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saaaan, pode fazer textão quantas vezes quiser, eu sei como é isso! <3 E gosto de ler comentários de pessoas tão entusiastas com cinema, principalmente ficção tanto quanto eu! E bom, começando pelo começo, eu também sempre quis um bonequinho desses. ): Hoje, até mesmo um daqueles fuleiros é o olho da cara, e os mais bem feitos então... Mas sonho é sonho.

      E sem dúvidas, a violência retratada no primeiro filme é muito mais forte do que a do remake, sem dúvidas. Parece que vivemos numa época de "hipocrisia" na qual tudo tem que se suavizar, se não vai chocar demais a sociedade. E só de ver o primeiro filme, percebemos que a violência é extrema mesmo, e aliás, não somente em Robocop, em diversos filmes sci-fis do anos 80 era isso! Vide Vingador do Futuro! É tudo inescrupuloso mesmo!

      Robocop marcou a minha infância também, e de fato, o remake, mesmo fraco, me agradou pela "atualização" dos efeitos especiais, mas em questão de história, ficou bem fraco mesmo. E siiim, era impossível não notar a mudança do ator no terceiro filme, embora tenha sido a história que mais gostei, em comparação com o segundo. Mas o primeiro então, nem se fala! Virou ícone!

      Assista sim, várias vezes, e se não achar online, te empresto os DVDs! <3
      Beijos sua linda!

      Excluir
    2. Obrigada, Jaquelinda *-*
      Eu tenho eles todos aqui na minha estante virtual rs rs Ainda não achei os dvds pra comprar, mas irei, com certeza *-*
      No fim das contas, acho que o filme perfeito do Robocop seria o primeiro - exatamente como é - porém com o ciborgue e os efeitos do remake. Ai como seria lindo de ver!

      Excluir
    3. Poxa, San, ultimamente o enfoque comercial é tão grande, que este seria algo difícil de se ver! /:
      E procura na Saraiva, lá sempre tem! Paguei 19,90 numa edição especial! <3
      Eu falei isto porque atualmente, pelo menos eu, não consigo mais encontrar esses filmes pra baixar, e se tem no youtube / online, a qualidade é tão ruim, que nem dá vontade de assistir! :'(
      Até hoje procuro os filmes do Snake Plissken!

      Excluir
  2. Oi, respondendo sua pergunta: eu sou de Curitiba. E você é a primeira pessoas que me diz que eu lembro a Nelly Furtado haha, eu gosto dela :)
    Acredita que eu nunca assisti Robocop? :/

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, acho bastante parecida mesmo! xD
      E poxa, deveria, pois é um filme muito bom!
      Beijos e obrigada! <3

      Excluir
  3. Cara, nem sei quantas vezes eu já assisti Robocop, esse é um dos filmes que me lembra infância,
    mas infelizmente ainda não tomei vergonha na cara e assisti ao remake, que vergonha.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena Z! Nem que seja pra você ficar brava com o remake! rs
      Mas tem efeitos especiais ótimos! ^^

      Excluir
  4. Olá Minha Linda!
    Eu acho que já assisti robocop 1 vez e faz bastante tempo, bastante mesmo hehe
    Mas os filmes da triologia parecem ser muito bons!

    Beijokas da Carol e da Camila :*
    http://www.vamospapear.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passava direto na seção da tarde!
      É impossível não ter visto, ou pelo menos, não lembrar do robô! ^^
      Obrigada pela visita. <3

      Excluir
  5. Robocop é uma viagem até a minha infância, desde que eu vi o primeiro filme, ainda bem pivete eu fiquei encantado, lembro de fazer uma arminha de madeira e ficar imitando os movimentos UAUAUUA Foi o primeiro filme que me fez chorar, implorar para que meu pai comprasse desde bonecos a camisetas, amo a historia e os temas abordado neles, eu não vou mentir, eu não gostei tando assim do ramake, no cinema até dormir uma parte UAUAUUA porém talvez por eu ser fiel ao primeiro filme, muita coisa que foi mudada nessa remake eu não tenha gostado tanto, mesmo entendendo que seria mudado mesmo, assisti novamente em casa com calma e sem dormir, claro, e acabei gostando um pouco mais porém não 100% pq sim, sou fanboy chato de Robocop e a versão original >>>>>

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É geralmente quem ama o clássico odeia os remakes mesmo. E um remake sempre vai ser diferente, porque quase sempre trás uma proposta mais comercial que a primeira. E tem uns remakes que, pra ser sincera, nem precisava né... Robocop talvez seja um deles, apesar de eu ter gostado do trampo do Padilha!

      Excluir
  6. Eu tô na dúvida se alguma vez já cheguei a assistir Robocop. Como é um filme meio clássico, é capaz de eu já ter visto, mas não me lembrar exatamente de como é o filme.
    Mas a sua empolgação e a da Sandila me deixaram com vontade de assistir (de novo?). Vou colocar na minha listinha! ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena sim, Monezita! Se você gostar de filmes dos anos oitenta, com certeza vai gostar!!! E poxa, bem provável já ter assistido, nem que sejam partes, pois ele passava com bastante frequência na seção da tarde e no SBT! Beijos sua linda. <3

      Excluir
    2. Pois é.. por isso acho que assisti, mas não prestei muita atenção na época.
      bjin

      Excluir
    3. Temos tantas coisas pra ver também... Que fica difícil né!

      Excluir

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

Cabelos Coloridos

Instagram Pessoal

Outfits no Instagram!