Introdução ao Linha na Agulha

14.2.15

Faz um bom tempo que tenho vontade de aprender a costurar devidamente. Desde novinha, quando descobri o crouchê, pensei que nunca mais fosse precisar comprar roupas novamente, porque iria fazer um montão de peças sozinha! Ah! Doce ilusão da infância! Haha! Foi assim que nasceu a vontade de criar minhas próprias peças de roupas, sem pretensão alguma além de poder usar o que eu gosto. Foi esse entusiasmo que me influenciou na escolha do meu curso superior. Para quem não sabe, curso Têxtil e Moda na Universidade de São Paulo.

Apesar de fazer faculdade de Têxtil e Moda, na minha grade curricular não há um grande enfoque na prática da costura em si, e para ser bem sincera, esse fator tem me desanimado bastante com o curso. No entanto, tem matéria livre de Modelagem lá pelo quarto semestre se não me engano, e de Alfaiataria também. É claro que vou me inscrever em tudo o que tiver a ver com costura, mas até lá, quero chegar sabendo pelo menos um pouco. Meus conhecimentos são muito básicos: sei pregar botão, colocar zíper, cortar e montar uma peça simples, mas quero fazer tudo isso e muito mais de forma profissional. Quem sabe um dia eu não possa comercializar minhas peças? Pensando nisso, comecei a fuçar o Senac novamente, pois o período de duração dos cursos é adequado ao que preciso.

Sigbol, ProModa, entre outras escolas menores não me interessam porque o método de estudo não é satisfatório pra mim. Eu já tentei cursar Modelagem na ProModa e aquele método de "aprenda no seu ritmo" só me prejudicava, pois ficava pagando mensalidade constantemente e nunca havia retorno, pois não tinha atenção, nem explicações claras do professor em aula. Creio que cursos assim são bons para pessoas que já costuram ou entendem moderadamente do ofício, assim podem ganhar tempo e economizar, mas quem é iniciante e não sabe nem pôr uma linha na agulha, não recomendo. Se você for como eu, que faz cada coisa super detalhadamente e leva tempo, não vai se dar bem nesses cursos. Por isso gosto bastante do Senac nesse sentido. Os cursos tem início e data de término e os valores, sejam caros ou não, são fixos. Não é uma mensalidade que você fica pagando e pagando, enquanto estiver estudando. Sem contar que algumas destas escolas tem bastante críticas negativas, basta uma simples pesquisa no Google para constatar. Nada contra, é apenas minha opinião pessoal à respeito dessas empresas, que já conheço - inclusive trabalhei um dia na Sigbol, mas aquela maluquice por metas me assustou, e já estudei na ProModa. O bom desta última é que o atendimento é muito bom, as meninas são super simpáticas e dão todo o auxilio necessário. O método que não era adequado para mim!

Selecionei alguns cursos que tenho vontade de fazer, ainda não sei exatamente quando. Talvez, quando eu terminar de me organizar com casa, trabalho e conciliar a faculdade. Vou ver o tempo que me sobra e colocar em prática.

Primeiro Plano:

Segundo Plano:

Não darei espaço de tempo limitado para este plano, pois tenho bastante coisas para resolver antes de começar, mas uma pequena meta é iniciar algum curso ainda este ano e distribuir os restantes que tenho interesse pelo período em que estiver na faculdade! Vamos lá! ♥
Fonte das Imagens: Pinterest

You Might Also Like

14 comentários

  1. Você faz moda, que legal! Eu tinha passado pra moda na universidade estadual aqui de SC, a UDESC, mas acabei voltando pra minha Química, hehe. Minha irmã se interessa muito por essas coisas, e ela já fez alguns cursos em escolas profissionais. Não sei se tem disso aí em SP, mas vale dar uma procurada, se você se interessa e tal. Eu acho muito legal mesmo, mas não tenho saco pra costurar. Esse foi um dos motivos de eu ter desistido da moda... haha
    Boa sorte, e ah, mostra pra gente os seus resultados, tá? vou ficar no aguardo, hehe. Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, meu curso é diferente, não é só Moda pois lidamos com a parte da "engenharia" também, por isso me interessei. Moda por Moda não faria, porque gosto mais de tecidos, maquinário, essas coisas. E se for pra fazer curso aqui, só o Senac me agrada mesmo, pelos motivos que ressaltei no textos. :p Obrigada menine!

      Excluir
  2. Há uns quatro anos atrás eu tive uma vontade absurda de entrar num curso desses, para aprender a costurar, por que eu tinha a ideia de não comprar mais roupas em lojas, iria só em brechós e depois customizar as peças ao meu gosto mas eu não achei cursos perto de mim e os que achei alem de longe era num horário horrível ai eu desisti
    Mas até hoje eu penso nisso, acho que seria fantástico.
    Ah, e olha começo de curso sempre tem decepções mas se esse caminho é o que você realmente se vê fazendo não deixe isso ti desanimar não, ta? É super normal essa lombada
    Bjs
    Bats in Boots

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, bom saber que é de inicio de curso. O q desanima na USP são as greves, os enormes problemas que meu campus vem enfrentando... Mas já decidi que pelo menos esse ano fico lá! Obrigada pela visita, menine!

      Excluir
  3. Ah que show, querida! :D Com certeza, vai dar tudo certo e você conseguirá se aprimorar, como pretende! Eu amoooooo costurar! Mesmo antes de entrar na faculdade, sempre gostei e customizava minhas coisas. A maioria das faculdades, como precisam diversificar muito nos assuntos, não se focam muito na prática. A minha que, a priori, seria um curso mais prático, mudou completamente ao longo dos anos. Se tivesse pensado melhor, teria feito o curso de estilismo, aqui do Senac, que ganhava mais! Bom, depois conversamos melhor sobre costura. Sempre que quiser papear sobre isso, estarei a disposição! MANDA BALA E QUE A MÁQUINA ESTEJA COM VC! ^^
    Beijoka da Bia
    GlamNoir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hauhsiahsa!!! Onde que você cursou, Bia?! Pode deixar que vou te chamar pra perguntar um monte de coisas! *-*

      Excluir
  4. Também sempre tive vontade de aprender a costurar. Só que sou tipo você e preciso de alguém me ensinando detalhe por detalhe... rs
    Uma vez comecei o curso de corte e costura do SENAI, mas acabei desistindo porque lá eles passavam uma matéria de cada vez. E a primeira matéria era tipo pra aprender a consertar máquinas industriais. Seriam 4 horários por dia, 5 dias por semana, por volta de 3 semana só de conserto de máquina. Aquilo me desanimou tanto, que acabei desistindo. Eu queria aprender a costurar logo e não ficar consertando máquina industrial... rs
    Minha irmã chegou a fazer o Curso de Moda lá do SENAI também e ela gostou bastante. Minha mãe até deu uma máquina ela, mas ela desinteressou depois do curso e a máquina ta aqui parada me chamando sempre, só que sozinha não sei mexer naquele treco e não tem ninguém aqui pra me explicar o básico... kkk
    Enfim, quem sabe um dia não arrisco?
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O lado bom de aprender a consertar o maquinário é que você detém mais poder sob a máquina, por isso me interesso. Mas realmente, pra quem quer aprender logo o que interessa, passar por vários outros assuntos chatos é desanimador! É bem isso que estou enfrentando na faculdade, tem muita matéria non sense que desanima demais! Obrigada pela visita, menine!

      Excluir
  5. Nossa, pensei que uma faculdade de textil e moda ia abordar mais sobre o assunto de costura ne? Uma surpresa. Desde nova também tenho vontade de aprender mais sobre costura. Ultimamente tenho praticado costurar algumas almofadas hehe.

    http://www.leitecombiscoitos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda prática leva à perfeição, então, continua menine! E pois é, apesar de ter visto de antemão a grade curricular, fiquei meio desanimada com a quantidade de matéria sem graça que a gente tem que engolir antes de ir pra parte legal. No primeiro semestre mesmo, 50% das matérias são 'interdisciplinares', agora pergunto: pra quê? xD UHASUHAS Obrigada pela visita!

      Excluir
  6. A gente sempre tem aquela idéia de quão abrangente é um curso superior e depois se depara com a necessidade de ampliação dos saberes q atendam nossas expectativas fora. Eu, desde adolescente, já tinha desistido de cursar moda, aqui no rio até pra estudar essa área era muito incomum e limitado, sem contar q n tive apoio para cursar qlqr com o sal q n fosse pública. Aqui só tem particular. Mas acho lindo poder costurar, e é outra coisa q podia ter me empenhado.Minha sogra é costureira, sem formação, mas tem uma loja de costura e reparos de sucesso, sem contar q faz roupas lindas pra minha cunhada o tempo todo, eu às vezes ganho algumas kkk

    Bisou

    Http://femmetoilet.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A família da minha mãe é assim, a maioria das minhas tias manjam MUITO de costura, e algumas delas, inclusive a minha vó, fazia várias roupas para minha mãe. Acho isso incrível, e foi guiado por esse gosto que escolhi meu curso. Eu só quis o da USP pela grade curricular diversificada, que não ensina só o lado "glamouroso" da moda, que é o que menos me interessa, apesar de ser bem legal também. Obrigada pela visita, menine! <33

      Excluir
  7. Ah,eu adoro crochê tbm,mas demoooooora q acabo desistindo,estou com 3 coisas iniciadas e paradas aqui kkkk
    Costura é muito bom,eu adoro,sou auto didata,nunca fiz curso,e minha principal dica é se arrisque,tente,pesquise,é tudo questão de treino.
    comece com peças simples,e a cada conquista vc vai querer mais rs.
    estou pensando em fazer um post falando sobre essas coisas.
    bjos e boa sorte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz siiim! Vou querer ler! *-* Obrigada pela visita e pelo comentário, adoro teu blog! <3

      Excluir

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

Cabelos Coloridos

Instagram Pessoal

Outfits no Instagram!