Pages

23.1.15

A Trilogia da Fundação, de Isaac Asimov

Há alguns dias finalizei a primeira parte das minhas Leituras Atuais, ao terminar a leitura da Trilogia da Fundação. Eu falhei em uma das minhas metas de Janeiro, pois pretendia finalizar todos os livros, que ao todo são sete, mas tudo bem, me sinto produtiva mesmo assim, porque houveram várias outras coisas para ler, como meus Almanaques anuais. Para os interessados, vou contar um pouco como foi essa leitura. Ou melhor, releitura porque já havia lido todos esses livros no ano passado, e por serem os meus favoritos, resolvi ler novamente este ano.
Sobre a Trilogia:
Isaac Asimov é, sem sombra de dúvida, um dos meus autores favoritos. A Trilogia da Fundação foi escrita lá na década de 1950, e mesmo assim, demonstra a incrível capacidade e genialidade do autor em criar uma história atemporal devido à sua fantástica imaginação. Em comparação com nossa sociedade, a análise social feita no livro não se aprofunda somente em ficção, mas revela fatos que podem muito bem ser aplicados à nossa realidade. Mas é claro, não deixa de ser um grandioso livro de ficção, no qual sua história fora inspirada pelo clássico A História do Declínio e Queda do Império Romano, do historiador Edward Gibbon. Além disso, estes três títulos foram eleito, em 1966, a melhor série de ficção científica e fantasia de todos os tempos, superando até mesmo O Senhor dos Anéis (!!!) e John Carter de Marte. E com louvor! Os livros fazem mesmo justiça à esse título de melhor série, porque eu jamais havia lido algo tão profundo e cheio de detalhes técnicos, com toda sua odisseia ambientada no espaço. A Trilogia é composta pelos livros: Fundação, Fundação e Império e Segunda Fundação, mas ganhou continuações posteriores sob os títulos de Limites da Fundação, Fundação e Terra, Prelúdio à Fundação e Origens da Fundação, que são os próximos livros da minha lista de leitura.  

Fundação
Um Homem. Um plano. A maior aventura da raça humana. 
A Humanidade vive o seu momento mais próspero. Há mais de dez mil anos um império reina absoluto sobre todos os mundos habitados. Ninguém acredita que esse tempo luminoso possa ter fim. Ninguém, exceto Hari Seldon, o criador de uma ciência revolucionária capaz de prever o futuro da raça humana. Seldon antevê a chegada de uma era de trevas jamais vista. E inevitável. Ele só pode minimizar os estragos e garantir que o homem se reerga o mais rápido possível. Para isso, tem um plano, que deverá ser executado, através dos séculos, pelos membros da Fundação.

Comentários
Um dos melhores livros de ficção científica que já li. Uma característica do livro que me chamou muito a atenção é o período temporal no qual se desenrola a história, pois não é contada apenas do ponto de vista de um único personagem, mas de vários personagens que possuem sua significância na história ao longo dos séculos e tomam decisões que vão além do seu período de vida. Sinceramente, nem saberia descrever ou analisar com eficiência a magnitude da história contada neste livro. O universo criado por Asimov é muito rico em detalhes, e narrado fluidamente, com fácil entendimento, ilustrado com magníficas viagens espaciais e detalhes técnicos que beiram à realidade quando descrevem artefatos tecnológicos imaginados naquela época. Outro fato que também achei muito interessante é o aspecto no qual a história é contada, com cada crise Seldon funcionando como uma dialética constante, na qual uma situação reinante obtém em sua contradição, uma superação. Exemplo: o estabelecimento de uma religião sendo superado pela importância da economia em uma das crises, e assim por diante...  É um livro totalmente imprevisível que me deixou tão entusiasmada com a história, que eu mal saberia descrevê-la com propriedade adequada. Resumindo, esse livro é tão interessante que o li inteiro em apenas um dia! Excelente! 

Ficha Técnica
Foundation | Isaac Asimov | 1951 | 239 páginas | Editora Aleph | Sem adaptações cinematográficas..
Fundação e Império
Hari Seldon anteviu o futuro. Nele, o Império perde seu domínio milenar sobre a galáxia, o que seria desastroso para toda a humanidade. A fim de evitar essa catástrofe, ele cria um plano engenhoso para assegurar o surgimento de uma nova era de glorias, o mais rápido o possível. Aos poucos, aqueles que foram escolhidos para a mais importante missão humana vencem seus obstáculos com astúcia e determinação. Mas, agora, eles terão de enfrentar os escombros de um poder corrompido, disposto a tudo para destruir os membros da Fundação.

Comentários
O segundo livro dá continuidade ao primeiro, contando os próximos séculos após a superação de algumas crises Seldon. Essas crises, acontecem periodicamente devido à implicações no avanço histórico da Fundação, que habita o planeta Terminus, que apesar de ser um planeta "pobre" em questão de recursos, detém poder de conhecimento, mas pouco poder bélico até então. No entanto, cada superação de uma crise aparentemente insolúvel, faz com que a Fundação se fortaleça mais e que, de alguma forma, as "leis do universo" conspirem à favor da Fundação. Mas não é nada místico, apesar de alguns fatos descritos na história parecerem bem fantásticos mesmo, como se fosse obra de um ser superior. A ciência desenvolvida por Seldon é a psico-ciência, que prevê acontecimentos históricos em massa, devido à reação previsível estudada estatísticamente de uma grande população. No caso de Seldon, lida com a população da galáxia, de um quintilhão de humanos. Aqui nesse livro, o inimigo é o que restou do velho Império de Espaçonave e Sol e também, a figura do Mulo - um mutante com poder de controle mental totalmente imprevisível através do plano, que pode pôr tudo à perder. Ao fim disso tudo, encontra-se um inimigo aparentemente muito mais forte e controlador, a Segunda Fundação. O livro mantém a linha do anterior e prende a atenção do início ao fim!

Ficha Técnica  
Foundation and Empire | Isaac Asimov | 1952 | 244 páginas | Editora Aleph
Segunda Fundação
Hari Seldon previu que a humanidade perderia seu domínio sobre a galáxia. Para evitar esse desastre, elaborou um plano que, se fosse seguido à risca, faria surgir, em mil anos, uma nova era de glórias para o homem. Mas ele não contava com o Mulo, um mutante capaz de colocar todo o estratagema a perder. Derrotando a Fundação, esse formidável conquistador acredita que um novo Império se erguerá em torno de seus fantásticos poderes. Mas, para isso, terá de enfrentar um inimigo igualmente poderoso, conhecido como a Segunda Fundação.

Comentários
Aqui a história evolui para um outro nível, assim como toda a sociedade da Fundação. É incrível como este livro revela segredos fascinantes em sua última linha! Durante a história inteira acompanhamos o desenrolar das crises e soluções sonhadas pela Primeira Fundação, para derrotar a Segunda, mas a cada avanço, temos mais surpresas. O livro conclui a trilogia satisfatoriamente, mas abre espaço para muitas outras questões que serão respondidas nos demais livros! O ponto mais enigmático de todos os livros pra mim, é o avanço da Segunda Fundação, os poderes que eles alcançaram, de até mesmo a fala tornar-se obsoleta, é incrível de acompanhar!

Ficha Técnica
Second Foundation | Isaac Asimov | 1952 | 235 páginas | Editora Aleph

6 comentários :

  1. Matheus Voltz28.1.15

    Também curto demais Asimov!

    -Maths

    ResponderExcluir
  2. Esses aí vão pra minha lista de próximos livros pra ler. Suas resenhas me deixaram bem curiosa, e olha que eu não sou tão fã assim de ficção científica, hehe
    Obrigada pela sugestão :3 Se quiser me adicionar no skoob esse aqui é o link : https://www.skoob.com.br/usuario/1538163-andressa#_=_
    Beijos!!

    http://sabado-chuvoso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo pensei que você fosse gostar! /: UHASUHAS! E eu até tinha Skoob, mas acabei deletando pra optimizar meu tempo. Eu estava com redes sociais demais, aí acabei apagando algumas. A única coisa que tenho nessa linha é Filmow!

      Obrigada pela visita, menine!

      Excluir
  3. Mas nossa! Primeiro eu ia comentar que fiquei espantado por vc querer ler SETE livros em 1 mês. Depois vc disse que leu o primeiro inteiro em UM DIA!
    E eu aqui feliz por fazer metas de 1 livro por mês (estou conseguindo cumprir, 12 por ano tá bom para mim...).

    Desses três, o que eu mais gostei foi Fundação e Império. Achei muito boa a revelação do Mulo! Confesso que o último me deixou com um gosto de quero mais. Eu esperava ver se a Fundação (qqr uma delas) realmente se tornaria um novo Império. Aí fiquei pensando, que bom que terão mais 2 livros após esse para eu ler essa história. E no final tbm não foi o que foi contado nos últimos 2. Mas ok, essa não era a intenção dele mesmo, eu que estava com a expectativa errada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heuhe, quando eu gosto de um livro, eu leio bem rápido, prende muito a atenção. O primeiro é um dos meus favoritos atualmente. E na verdade, uma interpretação que tive era a de que o Império, na realidade, nunca viria à existir, seria mais uma espécie de figuração da realidade, através do controle psicológico. (Hoje, após a minha terceira leitura, acabei formando essa opinião, heuhe!)

      E não importa quantos livros você lê por mês e sim, a qualidade da sua leitura! Obrigada por sua visita. <3

      Excluir

Muito grata pelo contato, espero sempre ajudar! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

© 4SPHYXI4 - 2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: JAQUELINE CAMPOS .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo
The Alien