Pages

18.8.17

Hidra-Color Black, Hidrabell

Eu fico bastante animada quando percebo que estou me reanimando para as descobertas capilares. Eu adoro pesquisar cosméticos e passar bastante tempo na perfumaria, lendo rótulos e de vez em quando, conversando com algumas revendedoras que ficam lá. Abriu uma nova aqui perto da minha casa, e logo fiz amizade com uma moça de lá que me indicou essa linha, então, resolvi testar! Como eu nunca tinha ouvido falar, resolvi compartilhar aqui no blog pra que vocês conheçam também!
Sobre o produto: A linha HIDRA-COLOR BLACK foi especialmente elaborada com excelentes ativos e pigmentos para Intensificar a cor dos cabelos PRETOS, realçando o brilho, confere um tom vibrante, melhora a flexibilidade, maleabilidade e a densidade dos fios. Protegendo e fixando a cor por mais tempo. 

Sua formulação especial contém: 

Complexo de aminoácido: hidratante, restaura a elasticidade, fortalece a fibra capilar melhorando o condicionamento. Queratina: aumenta o condicionamento dos cabelos, melhora maciez e brilho. Óleo de Baobá: é rico em Ômegas 6 e 9, ácidos graxos essenciais, vitaminas e antioxidantes. É facilmente absorvido pelo cabelo sendo altamente hidratante, emoliente e um excelente repositor de lipídios. Deixa os fios mais saudáveis, com brilho e protegendo a cor dos cabelos.

Comentários: A linha é composta apenas por shampoo e máscara de hidratação, o que acabou sendo perfeito devido a sobra de condicionador da linha anterior que estava usando, que inclusive, já comentei aqui no blog - a Seda Cocriações. Gostei bastante do shampoo, embora seja um pouco ruinzinho de espumar. E eu adoro espuma. Pra mim, a sesação de limpeza está totalmente associada com espuma! Mas o shampoo é bom, confesso que não notei muita diferença sobre a característica "escurecedora", o que é totalmente compreensível porque meu cabelo já é escuro naturalmente. Sobre a máscara, mix de feelings de novo. Eu gostei em partes, porque é cheirosa e tem uma boa consistência, porém, ela é bem pesada, então, deixa o cabelo meio oleoso... de modo geral, gostei da linha, valeu o teste, mas não compraria novamente. Achei a embalagem bem interessante, pois é transparente, e a medida que o produto vai acabando, vai dando pra perceber em qual nível o produto está... gosto disso. E bom, fiquem atentos que já estou testando mais um produtinho pra cabelos pretos que virei compartilhar aqui também. E me indiquem mais, caso queiram! <33

E é isto, vocês já usaram essa linha?! Conheciam?! Deixem nos comentários! 
Nota: Publicação não patrocinada.

17.8.17

Universo Alternativo: Memórias da minha infância / adolescência.

Gente, que vergonha, pela primeira vez atrasei em um projeto do meu próprio grupo... shame on me! Mas tudo bem, porque afinal, o que interessa é que estou fazendo. Muito trabalho offline, estava me sentindo até perdida no tempo (como as meninas que viram eu postando o aviso no dia errado, jurando que era no dia anterior ao projeto, puderam perceber... heuhe!). Enfim, eu havia programado um vidjo pra essa semana também, mas como não gosto de fazer as coisas de qualquer jeito, ele irá atrasar. Talvez o publique posteriormente porque o tema planejado - ideia da Rafa! <3 - vai ficar bem legal, heuhe! E bom, sem mais delongas, vamos ao tema de hoje: memórias da minha infância/adolescência!


Ressaltando que há diversas publicações aqui no blog sobre o tema de hoje, acho que gostamos de relembrar né?! O que é algo bom, porque se quisemos relembrar, é porque valeu a pena. Vejam mais na label Retrospectivas. (Postagens antigas legais: Memórias Sci-fi GothMemórias de Cabelos). O mais legal em reler algumas dessas publicações é perceber o quanto evolui! Graças a Deus mudamos bastante durante a vida... imagina que estranho e bizarro seria ficarmos paralisados em uma forma de pensar ou em um jeito de ser para sempre?! Este foi o grande pensamento de hoje, heuhe!
[aguardem o vidjo que vou atualizar aqui!]
Esses últimos dias tenho tido bastante contato com algumas memórias, principalmente da minha infância, cheguei até, curiosamente, reencontrar uma moça que era minha vizinha quando eu tinha 8 anos de idade. A última vez que a vi foi há mais de 14 anos atrás! E eu lembrei dela quando a vi no ponto de ônibus quando voltava do cinema essa semana... isso tudo me faz repensar mais ainda sobre aquela parada de lei da atração, heuhe! Mas enfim, relembrando minha adolescência, não me vejo como ter sido alguém "rebelde" ou sei lá... o que mais marcou a minha vida durante esse período, e continua marcando até hoje é, sem dúvidas, a música! É algo pelo qual sou e sempre serei apaixonada.

• Demais participantes •
© 4SPHYXI4 - 2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: JAQUELINE CAMPOS .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo
The Alien